"Por que Deus permitiu que isso acontecesse?"


Olá! Hoje quero compartilhar uma história pessoal com você!

Há onze dias (22/01/18), enquanto eu colocava a comida do meu cachorrinho, dei uma topada na parede que me fez sentir muita dor. Quando olhei para o pé, o quinto dedo (o "dedinho mindinho") estava vermelho e torto. Chorei, não só pela dor, mas porque eu sabia que algo ruim tinha acontecido!

Meu marido, que graças a Deus está de férias, me levou até a clínica, onde fiz um raio x e foi encontrada uma fratura no dedo, chamada de fratura completa. Foi feita a imobilização, e a orientação de ficar de repouso e, em hipótese alguma, pisar com o pé imobilizado.

A programação da viagem nas férias foi substituída por sessões de filmes e maratona de séries na Netflix e até palavras-cruzadas! Posso até dar uma lista de sugestões do que assistir! hahaha

Tudo seguiu tranquilo por nove dias, até eu, dois dias atrás (31/01/18), perder o equilíbrio e, por reflexo involuntário, pisar com o pé lesionado, e transferir pra ele quase todo o peso do meu corpo de forma abrupta. Sim, doeu muito!

Hoje, na consulta com o ortopedista, o novo raio x mostrou que a calcificação que estava se formando foi quebrada. Eu fraturei o dedo de novo, exatamente no mesmo lugar. O tratamento iniciou todo novamente. Retornarei em duas semanas para a nova avaliação. Um problema que seria resolvido em torno de duas semanas, provavelmente vai durar em torno de um mês.

Em casa, deitei e chorei! Mas por mais que eu tenha aprendido, ao longo dos anos, a ser mais resiliente, veio um pensamento inevitável:

"Por que Deus permitiu que isso acontecesse?"

Muitas vezes vivenciamos coisas ruins que não acontecem como consequência de alguma coisa errada que tenhamos feito. Elas simplesmente... acontecem! Uma doença, uma morte trágica de uma pessoa querida, um assalto ou outra situação de violência, um acidente... São situações que o ser humano está suscetível a viver.

Em 2014 fiz um post baseado nesse tema. Segue abaixo um pequeno trecho, mas você pode ler o texto completo clicando aqui:

"Não é o sofrimento que nos perturba. É o sofrimento não merecido.
Quase todos nós, em nossos anos de crescimento, tivemos experiências de desobedecer aos nossos pais e, portanto, recebemos alguma punição. Quando a disciplina estava vinculada ao erro, havia um sentimento de justiça: se erramos, seremos punidos.
Uma das surpresas que temos depois de crescer, entretanto, é que não há correlação verdadeira entre a quantidade de erros que cometemos e a quantidade de dor que experimentamos."

O sofrimento é um mistério. Você pode ler todo o livro de Jó e perceber que em nenhum momento Deus explicou para ele o motivo do seu sofrimento.

Deus não nos criou para sofrer! O mundo em que vivemos, por causa do pecado, foi devastado pelo mal e o sofrimento passou a ser uma realidade na vida humana. Mas Jesus veio para vencer o pecado e a morte e nos dar esperança de um futuro!

Neste mundo vocês terão aflições; contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo.
(João 16:33)

A Palavra diz que todas as coisas cooperam para o nosso bem! (Romanos 8:28). Na versão NVI está escrito que "Deus age em todas as coisas". Ele age para o nosso bem! Seja provando e fortalecendo nossa fé e nos amadurecendo (Tiago 1:2-3), nos ensinando a confiar e a depender dEle, nos livrando de algo pior que não sabemos e também proporcionando novas e boas situações que surgem como consequência. Ele jamais nos abandona!

Enquanto eu pensava sobre essas coisas, me lembrei deste louvor da minha amiga Raquel Emerick, uma pérola que nasceu de um grande sofrimento:


Deus te abençoe!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.